Doenças psicodermatológicas na quarentena

Qual a diferença entre as águas: Micelar, Termal e Dermatológica.
12 de junho de 2020

Condições como queda de cabelos, piora da dermatite atópica, agravamento da psoríase e de lesões de vitiligo podem ser ocasionadas ou agravados por quadros de tensão e ansiedade.

Diante do cenário, oriento que que os pacientes invistam em bons hábitos para ajudar a reduzir o estresse e prevenir sintomas cutâneos, como praticar atividades físicas, ter uma boa noite de sono, alimentar-se bem e buscar entretenimentos prazerosos, como desenhar, realizar jardinagem etc.
Além disso, é importante ter uma rotina diária de cuidados com a pele, procurar um dermatologista para tratamento adequado e, caso necessário, o acompanhamento psicológico/psiquiátrico.

Daqui a pouco tudo isso vai passar! Até lá, precisamos manter a cabeça no lugar para minimizar problemas mais graves.
E lembre-se de algo fundamental: precisando de ajuda, procure o apoio de médico especialista. Ele pode te ajudar a passar esse momento com mais tranquilidade e, consequentemente, menores danos à sua saúde

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como podemos te ajudar?